Sinopse Morro Branco: Desde pequenos, Patrícia e Laurence tinham formas diferentes – e às vezes opostas – de enxergar o mundo. Patrícia podia falar com animais e se transformar em pássaros. Laurence construía supercomputadores e máquinas do tempo de dois segundos. Enquanto tentavam sobreviver ao pesadelo interminável da escola, seu isolamento se transformou em uma amizade cautelosa. Até que circunstâncias misteriosas os separam para sempre. Ou assim eles pensavam. Dez anos depois, ambos se reencontram em São Francisco. O mundo está prestes a implodir. Patrícia é formada em uma secreta escola de magia, e Laurence é um cientista tentando salvar a humanidade. A medida que os dois se reconectam, se veem levados a lados opostos em uma guerra entre ciência e magia. E o destino do mundo depende dos dois. Provavelmente.

Opinião: Todos os Pássaros no Céu ostenta um invejável currículo de premiações, o que acaba gerando uma expectativa muito grande com relação à história que vamos encarar em suas quase quinhentas páginas. É difícil dizer se a obra faz jus a esses tantos prêmios, mas é impossível negar que estamos diante de um livro original com uma trama que fascina e encanta. Do mais emotivo ao mais racional!

Mais do que uma ficção científica, esta é uma história de amor. Um amor entre duas pessoas com características totalmente opostas. O garoto Laurence é um nerd ligado à ciência, tecnologia, máquinas. A garota Patrícia é uma bruxa, amante da natureza, extremamente emocional e que tem o dom de conversar com os pássaros. Ambos levam uma vida à margem das famílias, que não lhes dão as devidas atenções, e dos amigos, que ora os perseguem em bullying, ora ignoram sua existência. Quando se conhecem, nasce uma amizade de apoio. Um é a base de sustentação do outro na busca por uma vida, no mínimo, normal.

Dividido em quatro partes, em que cada uma reflete uma fase da vida dos personagens, o livro vai mostrando como esse garoto, que vai galgar elevados degraus no mundo da tecnologia, convive e se apaixona pela menina que se transforma numa bruxa de grande poder. Como pano de fundo, temos a razão de um versus a emoção de outro. A ciência versus a magia. E a autora vai brilhantemente conduzindo essa trama de forma a deixar claro que esses opostos não só se atraem como também podem conviver em perfeita harmonia. Uma harmonia que faz diferença para a sociedade e o planeta como um todo.

Apesar de soar estranho ou até mesmo um pouco confuso em diversas passagens, Todos os Pássaros no Céu é um livro cativante. Com uma linguagem prazerosa de ser lida, e personagens que nos conquistam já nas primeiras páginas, ele acaba não se restringindo a nenhum gênero específico e abraça do sci-fi à fantasia, do romance ao distópico.

Tendo como cenário um mundo à beira do apocalipse, a obra de Charlie Jane Anders pode ser entendida como uma grande fábula a favor da tolerância e da boa convivência entre os diferentes. Ela mostra que a ciência pode andar ao lado do oculto, e que talvez seja essa união o elo que fará diferença quando tudo estiver próximo do caos.

Todos os Pássaros no Céu é um livro imperdível para fãs de boas histórias bem contadas. É uma história de amor para tempos apocalípticos. Algo que nosso mundo real anda precisando…

Avaliação: 4 Estrelas

A Autora: Charlie Jane Anders é ganhadora dos maiores prêmios de ficção científica mundial, incluindo o Hugo, Nebula, Locus e Emperor Norton Award, além de ter recebido um Lambda Literary Award na categoria melhor romance transgênero. Fundadora do io9, um dos mais prestigiados sites sobre ficção científica, ciência e fantasia, foi provavelmente a única pessoa a se tornar uma personagem em um livro de Star Trek. Viveu em um convento budista quando adolescente, adora karaokê e come muita comida picante, além de abraçar árvores e tocar leões de pedra para dar sorte.

Deixe uma resposta