Resenha: As coisas que fazemos por amor - Kristin Hannah

Sinopse Arqueiro: Caçula de três irmãs, Angela DeSaria já tinha traçado sua vida desde pequena: escola, faculdade, casamento, maternidade. Porém, depois de anos tentando engravidar, o relacionamento com o marido não resistiu, soterrado pelo peso dos sonhos não realizados. Após o divórcio, Angie volta a morar na sua cidade natal e retorna ao seio da família carinhosa e meio doida. Em West End, onde a vida vai e vem ao sabor das marés, ela conhece a garota que mudará a sua vida para sempre. Lauren Ribido é uma adolescente estudiosa, bem-educada e trabalhadora. Apesar de morar em uma das áreas mais decadentes da cidade com a mãe alcoólatra e negligente, a menina sonha cursar uma boa faculdade e ter um futuro melhor. Desde o primeiro momento, Angie enxerga em Lauren algo especial e, rapidamente, uma forte conexão se forma: uma mulher que deseja um filho, uma menina que anseia pelo amor materno. Porém, nada poderia preparar as duas para a repercussão do relacionamento delas. Numa reviravolta dramática, Angie e Lauren serão testadas de forma extrema e, juntas, embarcarão em uma jornada tocante em busca do verdadeiro significado de família. (Resenha: As coisas que fazemos por amor – Kristin Hannah).

Opinião: Sabe quando você pega um livro, quer ler, mas as expectativas são normais? Nada muito abaixo e nada muito acima? Então, essa era a minha expectativa com esse livro. Queria ler, mas não esperava nada de fascinante ou arrebatador. Estava completamente errado. As coisas que fazemos por amor é uma história sensível, bem humorada, com seu drama necessário e totalmente envolvente. A apresentação das personagens principais me fizeram mergulhar rapidamente para dentro do universo que elas estavam vivendo e querer saber mais e mais de todo aquele desfecho tão cheio de dor e esperança que já se apresentava no início.

O livro publicado pela Editora Arqueiro, da autora Kristin Hannah (foi o primeiro livro que li dela), conta duas histórias paralelas: a primeira de Angie Malone, uma mulher de 38 anos, casada, com uma família italiana acolhedora, bem sucedida profissionalmente, mas com a dificuldade de se tornar mãe apesar de diversos tratamentos, tentativas de adoção e tudo mais que era possível. A segunda, Lauren Ribido, uma jovem que não tem qualquer motivo para ser feliz. A mãe, alcoólatra e fumante, não dá a mínima para as emoções da garota, na verdade encara a menina como o grande erro de sua vida. Moram em um pequeno apartamento no bairro mais pobre de West End. O destino das duas se encontram quando o desejo de ser mãe e de ter uma mãe aflora da forma mais sensível e humana em cada uma.

Kristin Hannah foi perfeita na construção de seus personagens, sejam as protagonistas, a família DeSaria ou todos os outros moradores de West End, a autora consegue transmitir todo o estilo de vida, a esperança, o medo ou a frustração de cada envolvido nessa história. Cheio de reviravoltas, “As coisas que fazemos por amor“, é uma bela reflexão sobre o poder de transformação do amor quando achamos que não há mais soluções para os caminhos tortuosos que a vida nos dá. A autora abre mão de muitos clichês para entregar ao leitor uma história para realmente emocionar.

Vale destacar que apesar do drama, como já mencionei, o livro tem uma pitada deliciosa de bom humor, comida boa e muitas referências musicais. O núcleo da família DeSarias, a família de Angie, é um achado para o atenuar a história. Tipica família italiana, nas páginas você vai encontrar muito falatório, muita comida, muito vinho e o mais importante, o apoio de cada uma das irmãs e da mãe as decisões que são tomadas na história. A família DeSarias é daquelas famílias que pelo uma vez na vida a gente desejou conhecer.

Por fim, Kristin Hannah, entrega ao leitor um livro emocionante, que fala do desejo impossível pela maternidade e vontade incontrolável de ter uma mãe. A autora nos mostra que o sentimento de mãe e filha vai muito além do sangue. Esse é um sentimento que pode nascer do cuidado, do carinho, da cumplicidade entre duas pessoas que mesmo tão diferentes desejam a mesma coisa. Curiosamente, desde o início do livro eu só conseguia pensar: “nossa, esse livro merecia virar um filme” e ao virar a última página, descobri ali na orelha do livro, que esse filme já está em fase de produção e a nossa pequena Miss Sunshine, Abigail Breslin, irá interpretar a querida Lauren, sem previsão de estreia por enquanto.

Avaliação: 5 estrelas

Sobre a autora: Kristin Hannah é autora de 18 livros que já venderam mais de 8 milhões de exemplares no mundo. Ela largou a advocacia para se dedicar à sua grande paixão: escrever. Tem um filho e mora com o marido no noroeste dos Estados Unidos e no Havaí.

Clique aqui para comprar o livro.

Deixe uma resposta