Sinopse Lendari: Você já sentiu que este mundo não é só isso, que há algo mais? Já parou para pensar em tudo que não sabe das outras pessoas, especialmente das que conhece bem? É assim que Joana começa seu dia. Ao tentar acordar Mauro, seu namorado, se depara com algumas questões que vão mudar sua vida. Dito Pelo Não Dito é um livro escrito por doze autores, cada um responsável por um capítulo de uma história investigativa e fantástica, da jornada de Joana para descobrir o que aconteceu com Mauro e com seus próprios imprevistos. Acompanhe Joanas pelas páginas e, ilustrações baseadas no Tarot, estranhos familiares e familiares estranhos, descubra essa história montada a 24 mãos. (Resenha: Dito pelo não dito – Pedro Hutsch e Rodrigo Ortiz)

OpiniãoDito pelo não dito é um dos lançamentos da editora Lendari para a temporada 2017. O livro nasceu a partir de um financiamento coletivo na plataforma Catarse, onde os idealizadores, Pedro Hutsch e Rodrigo Ortiz, tinham como objetivo inicial arrecadar 10 mil reais em contribuições que tornassem possível o lançamento. O objetivo teve forte aderência do público literário e ao final da campanha, em novembro/2016, o sonho da publicação se tornou realidade atingindo bem mais que o valor estimado inicialmente. Sem dúvida alguma todo o processo não apenas de criação, mas do próprio financiamento, é um dos pontos altos e merecem destaque.

A história foi criada em 12 capítulos, com seu eixo central criado pelos idealizadores do projeto. Além disso, outros 10 autores foram convidados para escreverem um capítulo do livro. Apesar de ser uma ideia muito interessante, doze escritores com estilos diferentes, seguindo um roteiro pré-estabelecido, acabou sendo um dos pecados da trama. Cada capítulo me pareceu um “mini livro” dentro do próprio livro, onde você é introduzido a tudo que já vivenciou no capítulo anterior, tornando a leitura maçante, sem aquele desejo de seguir em frente e virar cada página.

O livro gira em torno de Joana e seu namorado Mauro, onde numa manhã ele simplesmente não acorda. De repente surge um ser misterioso que explica a Joana que Mauro só irá acordar quando ela descobrir 10 coisas que ela não sabe sobre o namorado, sendo que essas informações deverão vir de pessoas diferentes que nem sempre irão querer ajudá-la.

Particularmente achei o livro confuso, o mundo alternativo dos personagens não fica explícito, os acontecimentos ao longo da história me parecem não ter uma ligação clara, com várias referências de outras histórias que já conhecemos, o que acaba empobrecendo o argumento principal proposto pelos idealizadores. Porém, devo admitir que foram poucos os livros de fantasia que realmente me fizeram apaixonar, deixando um crédito para os fãs de fantasia mergulharem na proposta da história.

Por fim, apesar da história não ter me conquistado, é louvável todo o trabalho do Pedro Hutsch e Rodrigo Ortiz durante toda a preparação para que o livro pudesse ser publicado. Inclusivo, ao final da história, você acompanha todos os detalhes desse processo, o roteiro recebido pelos autores e uma visão geral de como foi construir todo o financiamento. Esse mérito é deles e deve ser aplaudido!

Avaliação: 2 estrelas

Sobre os autores: O livro é dividido em 12 capítulos, sendo que cada um deles foi escrito por um autor diferente. A história foi toda roteirizada pelo Pedro Hutsch Balboni e pelo Rodrigo Ortiz Vinholo; Pedro escreveu o primeiro capítulo, e Rodrigo o último. Os demais foram escritos por autores convidados; cada um deles seguiu o roteiro, com indicações de personagens, cenários, acontecimentos, clima do capítulo, referências, e tudo o que era necessário saber antes de escrever.

Deixe uma resposta