Fala galera!

Hoje vou começar uma sequência especial nas listas, dedicada a reunir grandes autores por gênero literário. Antes de mais nada, deixo claro que a relação é feita com base no meu gosto pessoal, desconsiderando premiações, número de vendas ou qualquer outra influência externa.

E dou o start nesse projeto apresentando 10 autores de ficção científica (scifi) que vocês não podem deixar de ler. Nem que seja uma única obra! Alguns nomes abaixo ficaram conhecidos por suas distopias, outros por prever invenções ou situações comportamentais da sociedade, outros mais por explorarem mundos desconhecidos, planetas ou o espaço. Todos têm em comum uma genialidade sem igual, com obras que influenciam nossa cultura até os dias atuais.

Essa lista não é única, tampouco definitiva. Na próxima semana ela continua com mais 10 autores de scifi, que provavelmente os fãs do gênero vão sentir falta aqui embaixo. A ordem para apresentação dos nomes seguiu a data de nascimento de cada autor, principiando pelo mais velho.

Espero que curtam e deixem seu comentário, crítica ou sugestão. Vamos lá? 0/

1 – Júlio Verne (1828 – 1905)

O escritor francês soou profético ao imaginar diversos acontecimentos e máquinas muito distantes da realidade de sua época como submarinos, aviões ou viagens à Lua. Vale a leitura de Vinte Mil Léguas Submarinas e Viagem ao Centro da Terra, entre muitos outros.

2 – H. G. Wells (1866 – 1946)

O inglês é um dos grandes influenciadores do gênero no século XX. Publicou obras fundamentais como A Guerra dos Mundos, O Homem Invisível e A Máquina do Tempo.

3 – George Orwell (1903 – 1950)

Orwell, cujo verdadeiro nome é Eric Arthur Blair, influencia a cultura contemporânea até os dias atuais. Soa obra maior,  o distópico 1984, previa as vigilâncias constantes através de câmeras de segurança, embora, no caso do livro, funcionassem para a dominação governamental.

4 – Sir Arthur C. Clarke (1917 – 2008)

Inglês radicado no Sri Lanka, é autor de um dos marcos da literatura: 2001, Uma Odisseia no Espaço. Chegou a prever a órbita de satélites geoestacionários ainda nos anos 1940.

5 – Isaac Asimov (1920 – 1992)

Nascido na Rússia, mas também com nacionalidade norte-americana, suas obras se concentram no campo da robótica, como o clássico Eu, Robô. Além disso é famoso pela Trilogia da Fundação que faz parte da série do Império Galáctico.

6 – Stanislaw Lem (1921 – 2006)

O polonês explora temas filosóficos, especulação sobre tecnologia, natureza da inteligência e o lugar da humanidade no universo, entre outros. Sua obra mais famosa é Solaris.

7 – Phillip K. Dick (1928 – 1982)

O norte-americano faleceu sem receber o devido reconhecimento pelo seu trabalho. A partir da adaptação de vários de seus livros para o cinema, passou a ser aclamado por público e crítica. Entre suas obras estão O Homem do Castelo Alto, Minority Report, Blade Runner (publicado com o título de Andróides Sonham com Carneiros Elétricos?).

8 – Michael Crichton (1942 – 2008)

Idealizador de pesquisas científicas e genéticas em obras recheadas de termos médicos, o norte-americano ficou imortalizado através do livro Jurassic Park. Além disso publicou trabalhos de sucesso como Congo, Devoradores de Mortos e O Enigma de Andrômeda.

9 – Connie Willis (1945 – )

Dama da ficção científica norte-americana, Willis é a autora mais premiada do gênero na história. Inédita no Brasil (a Suma de Letras pretende publicar sua obra a partir de 2017), ela escreveu clássicos como O Livro do Juízo Final.

10 – William Gibson (1948 – )

Conhecido como “profeta noir” do cyberpunk, um subgênero da scifi. Popularizou o termo ciberespaço em sua obra mais famosa, Neuromancer. A ele é creditada a previsão do surgimento da televisão de realidade ou reality show.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta