Sinopse Escrita Fina Edições: Nesta obra, nove mestres da literatura brasileira do fim do século XIX e início do XX fazem do terror seu ensinamento principal. Será que você vai aprender?

Opinião: Esta é uma coletânea de contos surpreendente por vários motivos, mas o principal, na minha opinião, é que ela nos apresenta grandes ícones da nossa literatura em textos pouco ou nada conhecidos. O preconceito enraizado na academia brasileira que seleciona aquilo que lhe convém chamar de “alta literatura” e despreza todo o restante que não se enquadra nos padrões dessa intelectualidade tupiniquim, escondeu de nós as preciosidades que compõe este livro. Afinal, não é de bom tom mostrar um Machado de Assis escrevendo histórias com ares sobrenaturais, não é mesmo?

Lainister de Oliveira, organizador desta obra, reuniu 13 contos em que nossos mestres abordam temas macabros, de suspense ou terror. Álvares de Azevedo, Bernardo Guimarães, Machado de Assis, Aluísio Azevedo, Thomaz Lopes, João do Rio, Gonzaga Duque, Humberto de Campos e Lima Barreto…. Todos já se entregaram nem que seja uma única vez a explorar o desconhecido. O resultado dessa experiência são histórias bem brasileiras e que nos envolvem pela boa narrativa, pela simplicidade da criação e por, de verdade, provocar aquela leve perturbação que só um bom autor do gênero é capaz de conseguir.

Não vou resenhar os treze contos porque o risco de spoiler é grande em pequenas narrativas, mas destaco O Defunto, de Thomaz Lopes, como a história que mais me agradou pelo seu aspecto claustrofóbico. Confirmação e O Juramento, de Gonzaga Duque são os contos mais próximos do gênero horror; e Sem Olhos, de Machado de Assis, e Demônios, de Aluísio Azevedo, flertam com o suspense. O ponto comum que une todas essas narrativas é a instabilidade emocional humana ao lidar com esse desconhecido. Todos os personagens comungam desse sentimento de dúvida, assombro e medo.

Sempre bom frisar que as obras foram escritas em fins do século 19 e início do 20, ou seja, é importante estarmos atentos à essa época para evitarmos comparações com o que é produzido atualmente. O relato que hoje pode nos parecer inocente, causava pânico um século atrás. E aí reside um fato curioso que é vermos como as formas de amedrontar foram mudando no correr das décadas. Acho que conhecer e poder comparar essa mudança é algo fundamental para os apaixonados pelo gênero.

Por fim, recomendo este livro como obrigatório justamente por se tratar de um compilado de nomes da mais alta esfera da literatura brasileira e que trazem estilos de histórias que nós admiramos em qualquer autor estrangeiro que por aqui é traduzido. Os contos aqui reunidos são suspense sobrenatural da mais alta qualidade e escritos por cânones que muitos de nós até já torceram o nariz. Desvendar estas histórias e propaga-las, portanto, é fazer jus à universalidade desse gênero cujas tentações são difíceis de se escapar. Com a palavra, Machado de Assis.

Avaliação: 4 Estrelas

Coletânea organizada por Lainister de Oliveira Estreves, formado em história pela UFRJ, dedica-se ao estudo da historicidade das práticas literárias em seu Doutorado do Programa de Pós-Graduação em História Social da UFRJ. Esta coletânea de contos é sua estreia na área de publicações literárias.

Compartilhar
Artigo anterior10 autores de ficção científica que você precisa conhecer – parte I
Próximo artigoRecord lança biografia de Teotônio Vilela
Jornalista e aprendiz de serial killer. Assumidamente um bookaholic, é fã do mestre Stephen King e da literatura de horror e terror. Entre os gêneros e autores preferidos estão ficção científica, suspense, romance histórico, John Grisham, Robin Cook, Bernard Cornwell, Isaac Asimov, Philip K. Dick, Saramago, Vargas Llosa, e etc. infinitas…

Deixe uma resposta