Sinopse Editora Intrínseca Aniquilação, o primeiro livro da trilogia Comando Sul, apresenta um grupo de quatro mulheres enviadas para a Área X, um lugar incompreensível e isolado do restante do mundo há décadas, onde a natureza tomou para si os últimos vestígios da presença humana. Elas fazem parte da décima segunda expedição ao local, cujos objetivos são explorar o terreno desconhecido, tomar nota de todas as mudanças ambientais, monitorar as relações entre elas próprias e, acima de tudo, não se contaminarem. Uma missão mortal, visto que todas as expedições anteriores tiveram resultados assustadores, como suicídios em massa, tiroteios descontrolados e casos de mudança de personalidade súbita seguidos de morte por câncer. As mulheres partiram para a Área X esperando o inesperado… e foi exatamente isso que encontram. (Resenha: Aniquilação (Trilogia Comando do Sul) – Jeff Vandermeer).

Opinião

Ficção Científica é um gênero peculiar e que é necessário ser muito bem trabalhado, pra não passar dos limites da razão e da realidade provável com o que nossa mente consegue suportar.

Em aniquilação temos um mundo devastado pela “mãe natureza” em que ela assume a posição de “um ser mortal” e coloca os humanos à deriva. O termo que conhecemos como natureza selvagem com as famosas expedições a savana africana é distante do tipo selvagem que o autor apresenta. Os humanos são presas…

A história tem uma narrativa feminina (um pontinho extra) em que acompanhamos uma bióloga com um grupo de mais três mulheres, que são enviadas a uma área para expedições de rotina. Mas, como nem tudo são flores e mel, as coisas vão tomando rumos perigosos e riscos precisam ser assumidos.

A bióloga é uma personagem especulativa e que gosta de ter respostas e para tanto não se importa em assumir riscos, no entanto, tem ciência de que os riscos são inevitáveis e que pode custar a vida.

O livro possui uma história arrastada, lenta e muito detalhista. Possui muitas pontas soltas e mal resolvidas, entretanto é especulativa e traz à tona discussões importantes, como por exemplo: O que estamos fazendo com o mundo?

Um livro que estava a muito tempo aguardando para ser lido e que finalmente ganhou seu momento devido a adaptação que chega esse ano nos cinemas, com Natalie Portman na pele da personagem principal.

É uma leitura agradável aos fãs do gênero e que estão acostumados a digerir coisas estranhas. Aos que não estão acostumados, vale a pena o risco de tentar ler a história. Leiam!

P.S: Esse é o primeiro livro da Trilogia Comando Do Sul.

Avaliação 4 estrelas

O Autor americano, professor e editor Jeff Vandermeer ganhou o Prêmio BSFA, World Fantasy Award, e foi finalista do Prêmio Hugo. Ele é mais conhecido por suas contribuições para o New Weird. É o mais famoso autor do gênero junto de China Miéville e é conhecido por suas histórias sobre a cidade de Ambergris, sua trilogia Comando Sul e A Situação.

Compartilhar
Artigo anteriorResenha: Mais Do Que Isso – Patrick Ness
Próximo artigoConfira os lançamentos da Universo dos Livros para Fevereiro
Goiano do pé rachado e comedor de piqui. Alucinado por histórias fantásticas e distópicos. Tributo, Hobbit de nascença, e habitante do país de Aslan. Entre os autores Suzanne Collins é majestade e Tolkien é imperador. Técnico em Química e buscando ser químico industrial intercalado com a vida de escritor, um dia qualquer publicará seu livro. Não dispensa um cinema...

Deixe uma resposta