Richard Russel Riordan Jr (melhor falar Rick Riordan), 53 anos, San Antonio, Texas, Estados Unidos. Apresento-lhes um dos maiores sucessos da literatura Juvenil ou da fantasia, mistério? Que seja, um nome desses, senta que lá vem altas aventuras recheadas de deuses poderosos e adolescentes um tanto pra frente.

Riordan é atualmente um nome de peso e isso deve-se ao grande sucesso de suas sagas fantásticas que iniciou com a série de cinco livros “Percy Jackson e os Olimpianos”. A forma como explora as variadas mitologias inserida na atual e moderna sociedade e o processo de amadurecimento de adolescentes rende-lhe histórias com acontecimentos rápidos e com várias reviravoltas.

Suas histórias seguem um plano básico. Adolescentes filhos de deuses poderosos que descobrem fazerem parte de uma profecia apocalíptica e eles tem a grande missão de evitar o fim do mundo. Porque faz tanto sucesso? Mesmo ele seguindo esse plano básico temos em cada saga um universo diferente e claramente se trata de qual mitologia ele está explorando naquela saga.

Não somente por esse contexto que Riordan consegue tantos leitores assíduos, é que seus personagens são bem humorados e sarcásticos. Friamente suas piadas giram em torno de suas fraquezas, da iminente destruição e de onde os mais velhos tiraram que eles são responsáveis pela salvação do mundo e do equilíbrio universal.

Suas obras seguem a seguinte sequência e detalhe: mesmo se tratando de mitologias diferentes os seus personagens (adolescentes filhos de deuses poderosos) estão conectados, pois, suas famílias bem que gostavam de flertar com os deuses.

  • Percy Jackson e os Olimpianos – mitologia grega
  • As Crônicas dos Kane – mitologia egípcia
  • Os Heróis do Olimpo – mitologia grega
  • Magnus Chase e os Deuses de Asgard – mitologia nórdica
  • As provações de Apolo – mitologia grega e romana (greco-romana)

Suas histórias embora pertencem ao gênero fantasia, é presente na jornada dos personagens mistérios a serem solucionados, romance (uma das melhores parte. É muito engraçado adolescente apaixonado.) aventuras, ação, drama (um tanto irreverente, mas consegue ser um pouco sentimental). Pra gostar é preciso permitir suas palavras doces e maravilhosas penetrarem sua mente e você se deixar levar.

Seus personagens não são complexos até porque são adolescentes. Porém, com eles conseguimos perceber o quanto é difícil ser adolescente. Existem preconceitos, tabus a serem quebrados, complexidade de aceitação e saber quando tomar atitudes sem deixar de ser adolescente e aproveitar este momento tão importante da vida.

Se tratando de adaptação cinematográfica era melhor ele não ter vendido os direitos. Os estúdios e seus produtores 90% das vezes não emplacam as adaptações e não sabem adaptar. Retiram elementos importantes, colocam coisas que não existem e a crítica negativa acompanhada da baixa bilheteria não geram as sequências e os fãs ficam a ver navios. O maior exemplo que temos é a não conclusão cinematográfica da saga Divergente, um dos maiores fiascos de adaptação e deixaremos esse assunto para outro momento.

Deixando o cinema de lado, Riordan enfrentou acusações durante seu estouro e sua continua carreira bem consolidada. Acusado pelos fãs de Harry Potter (eu não o acusei) de suas histórias serem uma real cópia da saga do bruxinho mais famoso do universo. O fato é que existem elementos parecidos e convenhamos que J.K. Rowlling estreou um comportamento literário convincente e aventureiro. Fica difícil não existir semelhanças.

Partindo para outro ponto, o que nós leitores temos que fazer é aproveitar enquanto esses abençoados das palavras ainda produzem e nos deliciarmos com suas histórias.

Quer conhecer mais o autor? Arrisque em acompanhar suas histórias. Não vão se decepcionar e juro que irão ter cede de mais e mais…

P.S: Todos os livros aqui citados são publicados no Brasil pela editora Intrínseca.

P.S: Rick tem outros romances e inclusive para adultos.

P.S: Eu sou um assíduo leitor de suas obras, sejam também!

<

Origem - Dan Brown - Editora Arqueiro
Compartilhar
Artigo anteriorKazuo Ishiguro ganha o Nobel de Literatura
Próximo artigoResenha: Dança Macabra – Stephen King
Goiano do pé rachado e comedor de piqui. Alucinado por histórias fantásticas e distópicos. Tributo, Hobbit de nascença, e habitante do país de Aslan. Entre os autores Suzanne Collins é majestade e Tolkien é imperador. Técnico em Química e buscando ser químico industrial intercalado com a vida de escritor, um dia qualquer publicará seu livro. Não dispensa um cinema...

Deixe uma resposta