Crítica: Gillian Flynn é aclamada por excelentes obras de suspense, que renderam bons filmes, e lhe colocaram como um dos destacáveis nomes de uma nova geração de autores do gênero. O conto O Adulto, escrito a pedido do escritor George R. R. Martin (a quem ela também dedica a obra), é apresentado como uma grande homenagem às histórias clássicas de terror. Infelizmente a homenagem ficou aquém.

Acompanhamos a trajetória da jovem Nerd, que ganha sua vida praticando fraudes e enganando as pessoas. Sua ocupação atual é a de leitora de auras, oferecendo conselhos para ajudar as mulheres que a procuram. Certo dia, ela conhece Susan Burkes, uma mulher rica, que vive atormentada com o enteado adolescente e com a mansão onde mora, um velho e tenebroso casarão. Pensando em ganhar dinheiro fácil, Nerd começa a prestar serviços para ajudar Susan até o dia em que visita a mansão e se depara com acontecimentos estranhos e amedrontadores.

Esse é um resumo básico da trama, que tem pouco mais de 50 páginas. A ideia parece bem interessante, mas à medida que avançamos e, principalmente, quando chegamos ao fim, fica aquela sensação de que tudo foi desperdiçado. Quem está acostumado com as tais clássicas histórias de terror, não consegue achar O Adulto bom, apenas aceitável. Talvez se a história tivesse se desenvolvido mais, até mesmo a ponto de virar um livro, o resultado pudesse ter mais qualidade. Mas num conto, onde tudo acontece rápido demais, o vazio de algumas passagens ficou evidente.

Para completar minha total decepção, a justificativa apresentada foi simplesmente boba. Embora fiquem margens para interpretações variadas, é preciso muito boa vontade para acreditar nos motivos apresentados para o que acontecia na história.

Gillian Flynn é uma excelente autora, mas se você é fã de mistério e terror de qualidade, passe longe de O Adulto, ele ainda está adolescente demais.

A Autora: Gillian Flynn é jornalista e, antes de se dedicar integralmente à carreira de escritora, trabalhou por dez anos como crítica de cinema e TV para a Entertainment Weekly. Nascida na cidade de Kansas, no Missouri, e formada em jornalismo e inglês pela Universidade do Kansas, Gillian escreveu durante dois anos para uma revista de negócios na Califórnia e concluiu um mestrado em jornalismo na Northwestern University, em Chicago. Além de Garota exemplar, é autora dos premiados Na Própria Carne e Dark Places. Seus livros foram publicados em vinte e oito países e tiveram os direitos de adaptação cinematográfica vendidos. Atualmente, Gillian mora em Chicago com o marido e o filho.

Avaliação: 2 Estrelas

Origem - Dan Brown - Editora Arqueiro
Compartilhar
Artigo anteriorEra um garoto: o soldado brasileiro de Hitler
Próximo artigoScream é renovada para 3ª temporada
Jornalista e aprendiz de serial killer. Assumidamente um bookaholic, é fã do mestre Stephen King e da literatura de horror e terror. Entre os gêneros e autores preferidos estão ficção científica, suspense, romance histórico, John Grisham, Robin Cook, Bernard Cornwell, Isaac Asimov, Philip K. Dick, Saramago, Vargas Llosa, e etc. infinitas…

Deixe uma resposta