Sinopse Global Editora  

Bartolomeu reinventa a vida pela escrita. E faz filosofia. Oferece ao leitor o prazer do espanto com a beleza que constrói com palavras. Faz suspirar, rir e lembrar afetos. “Guardo uma quase certeza de que estive presente no meu batizado… era meu e não me custava estar presente. Se eu não me lembro, também não quero esquecer.” (Resenha: Antes do Depois – Bartolomeu Campos de Queirós).

Conversando, cativa o leitor ao fantasiar a vida. Os fios da memória, a que lembra e a que inventa, entrelaçam tempos na prosa poético que marca sua escrita. Fascinado pelas palavras, manipula, magistralmente, os seus diferentes sentidos, revelando poesia no cotidiano.

Opinião

“Memória não tem filtro e armazena tudo. Memória a gente não rasga, não joga no lixo, não lava com sabão. Memória é sentinela, e nos vigia sempre. A memória não vê mas não tira o olho.”

Antes de mais nada, esse livro é o relato de uma vida. Fantasiado em cada detalhe com perfeita manipulação pra cativar leitores de qualquer faixa etária. Se eu já li livros desse autor?! Nunca! Entretanto, foi uma experiência agradável e muito sútil.

O livro possui um poder de resgatar lembranças sejam elas doces, amargas ou tristes… São essas lembranças que nos torna quem somos hoje. Cada mácula, cada alivio, cada remendo e cada recomeço nos faz quem somos hoje.

O personagem é o próprio autor que conta ao leitor toda sua vida, desde o nascimento até seus últimos suspiros. É impressionante como em tão pouca página o autor foi capaz de trazer traços importantes de seus pais e familiares, traços esses, que foram de fundamental importância pra seu crescimento.

Há momentos que a história é bela, cheia de graça e luz. Por outro lado, há momentos reflexivos e que até estes são acompanhados de um perspicaz humor mineiro.

No livro o autor expressa: “Há coisas que a gente precisa salvar, outras refogar, outras cozinhar, outras deixar em fogo brando, outras em banho-maria.” Este é o melhor momento do livro, pois, somos feitos de coisas, de momentos e estas coisas e momentos nunca deixarão de existir; mas cabe a nós escolher deixar elas vivas dentro de nós ou mortas. Sendo que, quem morreu nunca deixa de existir dentro de nós…

Antes do Depois é um livro curto, denso e carregado de informações que nos fazem caminhar. Antes de ser uma biografia contada por uma perspectiva mais criativa e fantasiada, é um livro que nos ensina a viver e aproveitar os momentos ruins e bons. Leiam!

Avaliação 5 estrelas

O autor Bartolomeu Campos de Queirós viveu sua infância em Papagaio, cidade pequena com gosto de “laranja serra-d’água”, no interior de Minas Gerais, antes de se instalar em Belo Horizonte.
Seu interesse pela literatura e pelo ensino da arte o fez viajar muito por este país. Conhece as cidades apreciando azulejos e casas pacientemente – um andarilho atento a cores, cheiros, sabores e sentidos que rodeiam as pessoas do lugar, com o mesmo encanto na alma com que observava os rios da Amazônia, dos quais costuma sentir saudades em Minas.

Com o livro “Indez”, foi o vencedor do Concurso Internacional de Literatura Infanto-Juvenil (Brasil, Canadá, Suécia, Dinamarca e Noruega). Vários de seus textos foram adaptados para o teatro, dentre eles, “Ciganos”, encenado pelo Grupo Ponto de Partida. Sua obra tem sido tema de teses acadêmicas (áreas de literatura e psicologia) em várias universidades brasileiras.
Foi presidente da Fundação Clóvis Salgado/Palácio das Artes, membro do Conselho Estadual de Cultura e do Conselho Curador da Escola Guignard, membro do Conselho de Curador da Fundação Municipal de Cultura. Atua também como crítico de arte, integrando júris e comissões de salões e fazendo curadorias e museografias de exposições.

Compartilhar
Artigo anteriorConfira as novidades da Netflix para Março/2018
Próximo artigoTrailer Oficial: Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald
Goiano do pé rachado e comedor de piqui. Alucinado por histórias fantásticas e distópicos. Tributo, Hobbit de nascença, e habitante do país de Aslan. Entre os autores Suzanne Collins é majestade e Tolkien é imperador. Técnico em Química e buscando ser químico industrial intercalado com a vida de escritor, um dia qualquer publicará seu livro. Não dispensa um cinema...

Deixe uma resposta