Sinopse Galera Record: Um thriller psicológico eletrizante, do roteirista de Rain Man e O casamento do meu melhor amigo. Sloane é uma aluna nota 10, com uma grande e amorosa família. Maggie vive uma existência glamorosa e independente, como aspirante a atriz em Nova York. As duas não poderiam ser mais diferentes. A não ser por um pequeno detalhe, algo que não têm coragem de revelar a ninguém. À noite, cada uma sonha que é a outra. Os sonhos são tão vívidos que as garotas sentem e experimentam o que a outra está passando naquele momento. Seriam as duas reais? Uma delas estaria mentalmente instável e imaginando a outra? Seriam ambas a mesma pessoa? Qual delas é real?

Opinião: Este é mais um daqueles livros classificados de forma errada na busca de mais espaço no mercado. Lúcida passa longe de ser um thriller psicológico, para ficar apenas numa tentativa (frustrada) de produzir uma história com algo psicológico. O roteirista Ron Bass conseguiu criar uma trama bastante complexa, se perder nela, e lá pelas últimas 20 páginas tentar apresentar uma conclusão (também frustrada).

A premissa de Lúcida é animadora: duas garotas, a princípio distintas, que vivem suas vidas e à noite, quando dormem, sonham com a rotina uma da outra. Sonhos bastante reais, a ponto de uma se lembrar da intensidade do beijo que a outra deu em seu namorado. A partir daí, o livro avança nos apresentando o dia a dia de cada personagem intercalando os capítulos entre Sloane e Maggie. As personagens são bem construídas e os debates internos que travam por causa dos sonhos são bem pertinentes. E paramos por aí simplesmente porque os autores dedicam mais de 200 páginas nessa apresentação da rotina de cada uma. Por mais que pequenos novos elementos, como um namorado ou um contato profissional, sejam inseridos, a trama nunca entra num crescente. Ela se mantém totalmente linear e ficamos sempre à espera de um clímax que não vem.

Ao se aproximar do fim, aquilo que é prometido no marketing da capa acontece e as vidas das duas começam a se entrelaçar. Mas o que poderia dar um sopro de vida para uma leitura que já estava na UTI acaba por desligar de vez os aparelhos. A pressa dos autores em colocar um ponto final provocou um verdadeiro estouro de boiada com uma sequência de cenas tentando explicar e resolver em cerca de 20 páginas uma trama mal elaborada nas 200 páginas anteriores. O resultado? Frustração e sensação de tempo perdido.

A Galera Record, e a própria Record, possuem um dos melhores catálogos do gênero disponíveis no Brasil, e recomendo: troquem Lúcida por Antes de Dormir, de S.J. Watson. Aí sim vocês terão um verdadeiro thriller psicológico.

Avaliação: 2 Estrelas

Origem - Dan Brown - Editora Arqueiro

Deixe uma resposta