A Editora Contexto lança neste mês uma obra fundamental para se entender, ainda mais, os horrores do nazismo. Em As crianças esquecidas de Hitler, Ingrid von Oelhafen relata seu passado: em meados de 1942, os pais da Iugoslávia ocupada pelos nazistas foram obrigados a submeter os filhos a exames para avaliar sua “pureza racial”. Uma dessas crianças, Erika Matko, tinha apenas nove meses quando os médicos a declararam apta a se tornar uma “Criança de Hitler”. Levada para a Alemanha, Erika recebeu o nome de Ingrid von Oelhafen. Muitos anos depois, Ingrid começa a descobrir sua verdadeira identidade.

“Este livro é um relato pessoal, mas também uma análise da História. Foi escrito numa época em que o mundo está se fragmentando numa hostilidade ainda maior entre países, regiões ou religiões. Uma parte dessa hostilidade acaba se transformando em pequenas guerras odiosas – um grupo étnico que destroça o outro ou uma vertente de uma crença que explode quem considera menor aos olhos de seu Deus.”

Com um texto que remete aos bons livros de suspense, acompanhamos Ingrid desvendando seu passado – e toda a dimensão monstruosa do programa Lebensborn e sua consequência na vida de tantos inocentes. Embora os nazistas tenham destruído muitos registros, Ingrid descobriu documentos raros sobre o programa, incluindo depoimentos do julgamento de Nuremberg.

Acesse o site da Contexto e leia um trecho do livro

Adquira a obra na Amazon

Origem - Dan Brown - Editora Arqueiro

Deixe uma resposta