Hebe - A biografia

Sinopse Best Seller: Hebe Camargo é um dos grandes nomes da história da televisão brasileira. A estrela, que começou sua carreira cantando no rádio, foi convidada para a primeira transmissão ao vivo da televisão brasileira e nela ficou até sua ultima gravação, em 2012, sendo conhecida por sua irreverência e autenticidade. Nesta biografia, o jornalista Artur Xexéo se dedica a contar toda a trajetória da cantora e apresentadora que marcou a história do rádio e da televisão no Brasil. Com depoimentos de artistas que acompanharam de perto a carreira de Hebe e relatos dos familiares da apresentadora, este livro vai encantar tanto aos fãs dessa mulher que deixou sua marca na TV brasileira e os aficionados pela história da televisão e do rádio. (Hebe – A Biografia – Artur Xexéo).

Opinião: Geralmente escrevemos aqui no Leitor sobre romances, fantasias, dramas, suspenses… Dessa vez, mergulhei na vida de uma das mais brilhantes artistas do rádio e TV brasileira, a história real, toda uma trajetória que consagrou Hebe Camargo como um nome único na história do rádio e da TV brasileira. Dificilmente quando falamos “Hebe” qualquer pessoa, seja das gerações mais antigas ou mais novas, não tem naquela mulher loira de sorriso largo a primeira referência que vem a mente. Hebe foi exatamente isso, uma referência para a história brasileira, uma artista que cantou e encantou, foi polêmica, influenciou, estava a frente do seu tempo. Ela nasceu em 1929, mas sua vida poderia começar agora, que ainda assim iríamos considerá-la um ícone. Hebe foi vida e levou alegria a milhares de lares brasileiros ao longo dos seus 83 anos de vida.

Hebe - A Biografia
A apresentadora Hebe Camargo (à esq.) ao lado da cantora Elis Regina (no centro). (Foto: divulgação/editora)

Particularmente sempre fui apaixonado pela Hebe, quando soube desse lançamento, falei tanto sobre ele com tanta gente que em um mesmo dia ganhei dois exemplares de pessoas diferentes em lugares diferentes. Minha referência sempre foi a mulher sorridente que recebia personalidades de todo o Brasil em seu sofá toda segunda no SBT, mas ela era mais e eu não fazia ideia de toda sua trajetória.

A jovem menina do interior de São Paulo vinha de uma família de músicos e seguiu pelo mesmo caminho após ganhar, na adolescência, um concurso musical. Vendo nos concursos uma forma de ajudar os pais que passavam por dificuldades foi rapidamente tragada pela música e daí começou a construir uma carreira que aquela jovem jamais poderia imaginar aonde chegaria. Na época em que o rádio era absoluto nos lares brasileiros, se tornou uma referência ao lado de outras grandes personalidades. Mais tarde, com a chegada da TV, Hebe se tornaria uma referência com seus programas de auditório, passando por várias emissoras como Bandeirantes, Record, Tupi e SBT. Desde a década de 70, ser entrevistado por ela era sinônimo de prestígio, afinal de contas, ela entraria para a história como rainha da televisão brasileira.

Hebe - A Biografia
Hebe Camargo e Silvio Santos (Foto: divulgação/editora)

Na vida pessoal, o livro nos mostra outro lado da cantora e apresentadora. Uma Hebe que teve seus problemas, suas dores, amores perfeitos até nas imperfeições. A sensação que cada página nos passa é que independente de qualquer coisa a máxima “Fazer valer a pena” era o signo de Hebe. Das festas aos dramas familiares, temos a oportunidade de conhecer e, imortalizar, os momentos que roteirizaram todos os seus dias. Jamais poderia imaginar uma mulher como ela insegura para dar uma entrevista para o Programa Roda Viva (1987), onde ela imaginava que os mais de 20 jornalistas estavam ali não para entrevistá-la, mas para fazê-la parecer boba e sem cultura e no final ser aplaudida de pé no centro daquela arena de leões. Curiosamente, a mesma Hebe insegura, abriu cantando um especial em homenagem ao rei Roberto Carlos (por quem ela era declaradamente apaixonada) e do medo fez uma das mais belas apresentações da noite.

Obviamente é impossível esperar que um biógrafo não seja apaixonado pela sua personagem. Nesse livro, Artur Xexéo transborda emoção em cada página, é um livro escrito cheio de amor e admiração que faz qualquer pessoa rir e chorar com cada passagem. É um retrato fiel e perfeito, mergulhado na intimidade da vida dessa grande personalidade, com declarações de personagens que fizeram direta ou indiretamente parte dessa história. O autor nos dá uma aula de história do rádio e da televisão brasileira e dá a oportunidade para que todas as gerações conheçam quem foi Hebe Camargo, a maior estrela da TV brasileira.

Se você tiver a oportunidade leia esse livro, você não irá se arrepender!

Avaliação: 5 estrelas (Com Louvor)

Sobre o autor: Artur Xexeu iniciou a carreira jornalística em meados de 1975, como estagiário da editoria de Geral no Jornal do Brasil (RJ). Trabalhou nas revistas Veja (SP) e Isto É (SP). Voltou ao JB em 1985, como subeditor de Cultura. Passou a editor da revista Domingo, depois do Caderno B, mais adiante, de Cidade. Chegou à Subsecretaria de Redação, acumulando a atividade com a função de colunista. Mantém uma coluna no jornal O Globo (RJ), onde, por muito tempo, exerceu a função de editor do Segundo Caderno. Escreve, também, um blog no site do jornal – o Blog do Xexéo. É, ainda, comentarista da rádio CBN (RJ) e do Estúdio i, do canal Globo News (RJ). Escreveu os livros Janete Clair – A usineira dos sonhos (Relume Dumará, 1996) e O torcedor acidental (Rocco, 2010). No teatro, traduziu o espetáculo musical “Xanadu”, dirigido por Miguel Falabella; escreveu “A Garota do Biquini Vermelho”, dirigido por Marilia Pera; e “Nós sempre teremos Paris”, com Françoise Forton e Tadeu Aguiar dirigido por Jaqueline Laurance. Em 2016, traduziu o espetáculo “Love Story, o musical”, dirigido por Tadeu Aguiar e escreveu o musical “Cartola – o mundo é um moinho”.

Você pode adquirir o livro clicando aqui.

Deixe uma resposta