Ei pessoal, hoje eu trago para vocês um texto um pouquinho diferente… Trata-se de primeiras impressões de um livro. E o que é isso? Bom, a Editora Xeque-Mate nos enviou os primeiros capítulos de um lançamento e coube a mim fazer a leitura e compartilhar com vocês o que achei desse comecinho de história, ou seja, minhas primeiras impressões! Vamos a elas? O livro é Ácido & Doce, do autor Raphael Miguel. Raphael é um autor jovem, considerado um destaque da Literatura Brasileira Contemporânea, e esse é o seu segundo livro, após O Livro do Destino, lançado em 2015. O autor já foi premiado três vezes pela Câmara Brasileira de Jovens Escritores e finalista em diversos concursos de poesias.

Confesso que inicialmente pensei que Ácido & Doce fosse bem ao estilo de 50 tons e isso tinha me desanimado bastante, mas ao começar a ler o livro, fui totalmente tragado por algo que é sensacional no início de um livro: nos primeiros capítulos que tive acesso, a história me despertou vários sentimentos: fofura, estranheza, um misto de repulsa com ódio e o melhor de tudo a curiosidade pra continuar lendo o enredo que irá se desenrolar nas páginas seguintes.

No prólogo da história somos apresentados a dois personagens que vivem um amor meio bobo, como todo amor adolescente, e praticamente impossível de dar certo. Dali, temos uma passagem de tempo e os personagens adolescentes se tornam adultos, e estão em pleno processo de construção de sua própria história. Os amores da adolescência já se tornaram uma mera lembrança e as ambições do que queremos ou fingimos ser mostram os sinais claros de como podemos mudar ao longo do tempo.

Em uma trama envolvente, com alguns mistérios, cheia de cenas picantes, Ácido & Doce por algumas vezes peca pelo excesso de detalhes que quase tiram o foco da história principal de cada personagem, que é rapidamente recuperada pelo autor. O texto inicial do livro não fica devendo em nada a grandes histórias que já lemos, com paralelos claros aos acontecimentos do nosso país. Muito pelo contrário: dá vontade de continuar lendo pra saber quem realmente é Alejandro e responder se realmente o tempo pode mudar quem você realmente é.

A resposta eu conto para vocês quando ler o livro todo e publicar a resenha aqui no Leitor Compulsivo.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta