Sinopse Rocco: No mesmo dia em que o primeiro de uma série de assassinatos brutais acontece em Londres, a norte-americana Rory Deveaux chega à cidade para começar uma nova vida em um colégio interno. Os crimes hediondos parecem imitar as atrocidades de Jack, o Estripador, praticadas há mais de um século. Logo a febre do Estripador toma conta das ruas de Londres, e a polícia fica desconcertada com as poucas pistas e a ausência de testemunhas. Exceto uma. Rory viu o principal suspeito no terreno da escola. Mas ela é a única pessoa que o viu – a única que consegue vê-lo. E agora, Rory se tornou seu próximo alvo. Neste thriller envolvente, cheio de suspense e romance, Rory descobre a verdade sobre suas novas e chocantes habilidades e os segredos das Sombras de Londres.

Opinião: Tenho encarado os lançamentos de suspense/policial de novos autores ou autores que leio pela primeira vez com uma hesitação bem fora do comum para um viciado em livros. Porém, depois de algumas boas decepções nível megazord acumuladas, O Nome da Estrela veio redimir, ainda que timidamente, a força de renovação desse meu segundo gênero preferido. A obra vale o tempo desprendido, flui de forma tranquila e prazerosa, e já tem um volume 2 disponível nas livrarias.

Maurren Johnson, uma jovem autora, soube combinar perfeitamente bem os elementos históricos de uma trama real, e bem conhecida do público, com sua ficção para jovens leitores (e adultos também, ora bolas). O primeiro ponto positivo é a simplicidade criativa. Não temos nada extremamente ambicioso nessa narrativa, apenas um suspense tradicionalzão de investigação de assassinatos, e isso faz toda a diferença. O segundo ponto positivo fica pra construção dos personagens. A protagonista Rory é cativante, capaz de gerar identificação com várias leitoras, e é convincente. Não é uma adolescente criada pela mente de alguém distante da vida dessa faixa etária. Ela é bastante real em suas atitudes, medos, estripulias, dúvidas… E a galeria de personagens que a circunda se mostra à altura.

Com esses dois pontos positivos nas mãos, a autora foi ao passado buscar Jack, o Estripador, para dar inspiração ao seu suspense. As referências e descrições históricas da cidade de Londres são cirúrgicas e ajudam a criar o clima de mistério perfeito para o desenvolvimento da história. Só que quando pensamos em Jack, o Estripador, esperamos muito mais horror e sangue do que o livro nos mostra. Parece que houve uma tecla de censura durante a escrita, como se a autora tivesse pisado no freio e decidido poupar os jovens leitores de uma boa trama de horror. Péssima ideia e isso me frustrou um pouco.

O desenvolvimento do suspense, a construção das dúvidas, e as respostas a elas, são satisfatórias. Não temos o desfecho dos sonhos para um romance policial, mas uma porta aberta para que Rory e seus amigos retornem num segundo volume, talvez mais maduros para enfrentar o tipo de crime que enfrentam.

A linguagem e o estilo meio teen fazem o livro fluir rapidamente e as doses de humor são um atrativo a mais. Não é um suspense/policial para leitores que já se formaram na escola de Conan Doyle ou Agatha Christie, nem para os acostumados com um Sidney Sheldon ou um John Grisham, mas é uma excelente porta para que novos leitores descubram esse gênero.

Avaliação: 3 Estrelas

O Autor: Maureen Johnson é considerada uma das 140 personalidades mais interessantes para serem seguidas no Twitter segundo a revista Time. Ela é autora de vários livros e frequentadora assídua das listas dos mais vendidos dos jornais The New York Times e USA Today. O nome da estrela foi laureado como o melhor livro jovem adulto da YALSA, a Associação de Bibliotecas dos Estados Unidos, além de ter sido finalista da categoria melhor livro de fantasia e ficção científica no concurso da Goodreads e indicado a um Edgar – o mais prestigioso prêmio para livros de mistério e suspense.

Compartilhar
Artigo anteriorNovo livro de Jojo Moyes será lançado em fevereiro
Próximo artigoResenha: Um Dia Toparei Comigo – Paula Fábrio
Jornalista e aprendiz de serial killer. Assumidamente um bookaholic, é fã do mestre Stephen King e da literatura de horror e terror. Entre os gêneros e autores preferidos estão ficção científica, suspense, romance histórico, John Grisham, Robin Cook, Bernard Cornwell, Isaac Asimov, Philip K. Dick, Saramago, Vargas Llosa, e etc. infinitas…

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta