Sinopse Record: Quando Kate é assassinada, a única forma que sua irmã Julia encontra de lidar com o luto é fazer o trabalho da polícia: procurar o assassino. Porém, ao descobrir que a irmã tinha perfis em sites de relacionamentos para conhecer homens e fazer sexo com eles, virtual ou não, o que antes era uma busca por um criminoso se torna uma exploração de suas fantasias sexuais mais secretas. Mas isso coloca em risco seu casamento, sua família e sua própria vida.

Opinião: Sabe aquele livro que você começa a ler sem muitas pretensões a não ser a boa e velha diversão, mas que de repente se torna um vício? Então… Vida Dupla me tragou para dentro da história e eu acabei devorando suas trezentas páginas (e-book) em dois dias. Esta é uma obra com todos os ingredientes para os amantes do thriller ficarem em êxtase. Um jogo em que nada é realmente o que parece, e que vai se tornando mais obscuro à medida que se desenvolve.

A obsessão da protagonista Julia em desvendar algo que possa dar pistas sobre o assassino de sua irmã soa extremamente forçada logo que começamos a leitura. Parece claramente que tudo ali foi posto para servir ao propósito da ficção a ser narrada. Só que a história avança e, junto com a personagem, nós vamos desvendando aquilo que vou chamar de submundo da internet: os sites de relacionamento e os perfis que o habitam em suas mais variadas buscas por prazer (ou não).

Vida Dupla explora aquela realidade irreal dos chats e bate-papos em que ninguém é realmente quem diz ser. E com uma personagem totalmente sem experiência nesse mundo virtual, o autor tem um prato cheio para nos mostrar como aquela sensação de segurança que a tela do computador nos transmite é bastante ilusória. Ao criar um perfil e partir para a “caça” do assassino da irmã, Julia cai na rede de sexo virtual com troca de fotos e vídeos e, sem perceber, vai descobrindo seus desejos mais ocultos. Quando ela avança o próximo passo e sai do virtual para encontros pessoais, o mundo lhe dá o tapa na cara da realidade. E aí a história se torna frenética.

A narrativa ágil do livro se une a incontáveis reviravoltas, e nossas incertezas persistem literalmente até a última página, que traz um desfecho maravilhoso para quem curte bons suspenses. S.J. Watson, que já havia me surpreendido de forma extremamente positiva com seu primeiro livro, Antes de Dormir, se revela uma excelente mente criativa para bons thrillers. Mergulhem de cabeça na leitura de Vida Dupla sem pensar duas vezes, mas tenham bastante cuidado na próxima vez que ficarem online. 😉

Avaliação: 5 Estrelas

O Autor: S.J. Watson nasceu em Stourbridge, em West Midlands, vive em Londres e trabalhou no Serviço Nacional de Saúde durante anos. Em 2008, Watson foi aceito no primeiro Curso “Escrever Um Romance” da Faber Academy, um programa que aborda todos os aspectos do processo da escrita de um romance. O best-seller Antes de Dormir, traduzido para mais de 30 idiomas foi seu primeiro livro.

Compartilhar
Artigo anteriorKen Follet e um olhar sobre o Século XX
Próximo artigoO Nevoeiro: novo teaser da série baseada no conto de Stephen King
Jornalista e aprendiz de serial killer. Assumidamente um bookaholic, é fã do mestre Stephen King e da literatura de horror e terror. Entre os gêneros e autores preferidos estão ficção científica, suspense, romance histórico, John Grisham, Robin Cook, Bernard Cornwell, Isaac Asimov, Philip K. Dick, Saramago, Vargas Llosa, e etc. infinitas…

Deixe uma resposta