Resenha: A História do Futuro de Glory O’Brien – A. S. King

0
215

Sinopse Editora Gutenberg: O fim do ensino médio é uma época de possibilidades infinitas – mas não para Glory O’Brien, uma jovem norte-americana que não tem nenhum plano para o futuro. Sua mãe cometeu suicídio quando Glory tinha apenas 4 anos, e ela nunca parou de se perguntar se seguiria o mesmo caminho… Até que numa noite transformadora ela começa a experimentar um novo e surpreendente poder que lhe permite enxergar o passado e o futuro das pessoas. De antepassados a muitas gerações futuras, a jovem é bombardeada com visões – e o que ela vê pela frente é aterrorizante: um novo líder tirânico toma o poder e levanta um exército. Os direitos das mulheres desaparecem. Uma violenta segunda guerra civil explode. Jovens garotas somem diariamente, vendidas ou confinadas em campos de concentração. Sem saber o que fazer, Glory decide registrar todas as suas visões, na esperança de que a sua História do Futuro sirva de alerta e evite o que vem por aí. Mas será que as pessoas vão acreditar nela? Será que estarão dispostas a fazer o que é necessário para impedir a concretização daquele destino medonho?

Opinião: A Editora Gutenberg surpreendeu com “A História do Futuro de Glory O’Brien” (A. S. King, 2014). O romance Young Adult mistura questionamentos adolescentes, crescimento, amizade, feminismo e visões de um futuro nada legal. A obra bebe na fonte do realismo fantástico para abordar tópicos de diferenças salariais, conservadorismo radical e machismo, criando um universo distante, mas muito atual.

Glory termina o ensino médio sem saber o que fazer da vida. Decidida a tirar um ano sabático antes de encarar a faculdade, Glory luta com as dificuldades de crescer e com a sensação de que terá o mesmo destino da mãe, Darla, que cometeu suicídio quando ela tinha 4 anos. Todos esses problemas desaparecem quando ela e Ellen, sua única amiga, misturam cerveja com os restos de um morcego morto. Agora Glory conseguia ver o passado e o futuro através das pessoas. E o futuro é assustador. A partir daí o fantasma de Darla começa a desaparecer, dando espaço para as mudanças que chegam com essas novas visões.

“Tornar-se adulto é como ser o passageiro de um trem desgovernado. Depois que ele desembesta, não há nada que você possa fazer a respeito”.

A.S. King constrói toda a narrativa a partir do ponto de vista de Glory, uma adolescente-quase-adulta adorável e não muito diferente de todos nós. Acompanhar o crescimento de Glory em poucos dias é como acompanhar o nosso amadurecimento motivado por situações adversas. Além disso, a relação entre a protagonista e o pai, a princípio fria e silenciosa, desenvolve-se naturalmente e de maneira tão verdadeira que lembramos como a dor da perda e a solidão podem nos blindar da vida real.

Com uma linguagem simples e uma narrativa fácil, “A História do Futuro de Glory O’Brien” abre uma brecha interessante para discutir feminismo, igualdade e causas das minorias com adolescentes e jovens adultos. O futuro obscuro que Glory vê pode ser um gatilho para que, aos poucos, as mudanças sejam construídas e a nova geração de leitores e cidadãos não repitam erros e preconceitos ainda não vivos em nossa sociedade.

Avaliação: 5 estrelas

Sobre o autor: É autora conhecida por seus romances premiados para jovens, embora também escreva para adultos. Seus prestigiados livros Glory O’Brien’s History of the Future e Reality Boy foram vencedores do Los Angeles Times Book Prize de 2012. Ask the Passengers e Everybody Sees the Ants integraram a lista da ALA Top Ten Book for Young Adults de 2012 e do Andre Norton Award; com Please Ignore Vera Dietz, ela ganhou o Edgar Allan Poe Award e o Michael L. Printz Honor Book de 2011. É também autora de Dust of 100 Dogs e do livro de contos premiado, Monica Never Shuts Up. Depois de mais de uma década morando na Irlanda, período em que se dividiu entre a restauração de sua fazenda, a alfabetização de adultos, e a escrita de romances, ela voltou para os Estados Unidos em 2004, e hoje mora com o marido e filhos na Pensilvânia

Deixe uma resposta