10 motivos para assistir The O.C.

0
347

Quem era adolescente no início da primeira década do século XXI com certeza se lembra de The O.C.. Criada por Josh Schwartz, a série do canal Fox, foi exibida entre 2003 e 2007. Marcou a minha geração e influenciou muita gente a conhecer bandas maravilhosas e a consumir vários dos produtos de cultura pop que o show sempre citava. No próximo dia 15, as três primeiras temporadas de The O.C. chegam ao catálogo brasileiro da Netflix e você PRECISA assistir. Por que? Vou te mostrar nesta listinha!

#10 – Californiaaaaaaaaaaaa…
Ah, a Califórnia. O estado mais ensolarado dos EUA nunca foi mostrado com tanta vida e cor. Newport Beach, cidade do condado de Orange, é o lar de The O.C. e da vida (nem tão) glamourosa dos personagens. Festas, álcool, drogas e sol, muito sol são alguns dos temas da série. Nada mais californiano, né? Welcome to the O.C., bitch.

#09 – Não-famosos que ficaram famosos
Dá para fazer uma lista enorme de atores, hoje famosos, que fizeram participações especiais em The O.C.: Shailene Woodley, Olivia Wilde, Chris Pratt, Nikki Reed, Morena Baccarin, Paul Wesley e até Paris Hilton! Então não se assuste ao ver uma cara conhecida (só que bem mais nova).

#08 – Chrismukkah
Imagina um Natal onde, durante 8 dias, você ganha presentes e no nono ganha muitos presentes? Perfeito, né? Chrismukkah é uma festa criada por Seth Cohen (Adam Brody) para celebrar sua herança judaica (Hannukah) e cristã (Natal). Estão entre os melhores episódios da série.

#07 – As festas
Nenhuma série conseguiu superar o nível de festas de The O.C.. Todo dia era dia para a high society de Newport Beach e cada festa era um babado novo. Tivemos revelação de traição, casamentos, debutantes, brigas (muitas brigas) e inúmeras vezes em que Marissa Cooper (Mischa Barton) fez feio.

#06 – Bait Shop
Na segunda temporada de The O.C., surge o local mais legal da série: o Bait Shop. Casa de show, bar, primeiro emprego de Seth e refúgio amoroso de Marissa, o Bait Shop foi palco para várias bandas durante a temporada. Quer uma listinha de quem passou por lá? The Killers, Death Cab For Cutie, The Subways, Rooney…

#05 – Os Cohen
Quando Ryan (Ben McKenzie) chega a casa dos Cohen, ele mal pode acreditar no tamanho da residência. Mas grande mesmo é o amor e as oportunidades que Sandy (Peter Gallagher) e Kirsten (Kelly Rowan) dão ao protagonista. Ao ser adotado pelos Cohen, Ryan interrompe um ciclo de violência e pobreza e é presenteado com uma família que, apesar dos problemas, é superdivertida. Sandy era o sonho de pai de todo mundo!

#04 – Atomic County
Durante a segunda temporada, The O.C.., conhecida por referências nerds, teve a sua própria Grafic Novel. Criada por Seth, Atomic County foi inspirado em seus amigos e na sociedade de Newport. Cada personagem tinha um superpoder inspirado em características pessoais.

#03 – Seth & Summer
Provavelmente o melhor casal já feito para uma série de TV. Opostos, o relacionamento de Seth e Summer (Rachel Bilson) se desenvolve com muito humor, ironia e alguns acessos de raiva. É divertido acompanhar todas as nuances da relação dos dois. A química era incrível e, rapidamente, os dois se tornaram o destaque do show. Aliás, os atores Adam Brody e Rachel Bilson namoraram durante quase toda a série, se separando no final da quarta e última temporada. Juro que até hoje eu não superei.

#02 – Trilha sonora
O que dizer dessa trilha sonora que moldou vários gostos musicais entre 2003 e 2007? No total foram seis álbuns lançados com as músicas maravilhosas que tocavam na série. Muito Indie Rock e artistas independentes embalaram os episódios de The O.C.. No Spotify você consegue achar várias playlists com músicas icônicas da série. Amor puro!

#01 – Seth Cohen
Se nenhum item da lista te convenceu a assistir The O.C., Seth Cohen irá. De longe o melhor personagem da série e um dos melhores já criados por aí. Nerd, irônico, sarcástico, Seth, além de ser o comic relief do show, é também a alma underground de Newport Beach. Até hoje olho para o Adam Brody e só consigo pensar no Seth. Ele era aquele garoto indie-emo que toda adolescente era apaixonada naqueles tempos. Com certeza é o responsável pelos melhores e mais divertidos momentos de The O.C.!

Pronto, te convenci? Então já coloca a data na agenda e se prepara para a maratona!

Compartilhar
Artigo anteriorLançamento: Enclausurado, de Ian McEwan
Próximo artigoLançamento: A Espiã, de Paulo Coelho
Carioca de nascimento e juiz-forana de todo o resto, Iracema Martins é jornalista por vocação, paixão e formação. Cresceu em uma casa cercada de livros, cultura, história e política, seus tópicos favoritos para conversas. Além de ser apaixonada por livros, assiste mais séries do que consegue acompanhar, não vive sem música e ama cinema.

Deixe uma resposta